quarta-feira, 18 de março de 2009

Novo Sistema de Pontuação da Fórmula 1

Feed do Metal Ômega
Assine o nosso Feed ou receba os artigos por email
categories : ,
technorati: , | 2 comentários »

Novo Sistema de Pontuação

da Fórmula 1


Ayrton SennaFoi aprovado o novo sistema de pontuação da Fórmula 1. O novo sistema de pontuação da Fórmula 1 entrará em vigor logo na corrida de Melbourne, na Austrália no dia 29/03/2009. A razão dessa nova mudança na Fórmula 1 é para dar mais emoção aos telespectadores, já que diferentemente de antes não prevalecerá a pontuação. Agora o título da Fórmula 1 irá para o piloto que tiver maior número de vitórias, comum nas Olimpíadas representadas pelas medalhas de Ouro, Prata e Bronze.

Segundo a FIA, os pontos passarão a ser o primeiro critério de desempate, em caso de dois ou mais competidores alcançarem o mesmo número de primeiros lugares. A ideia da associação das equipes da Fórmula 1 (FOTA) era aumentar o valor da vitória, mas a FIA tinha uma visão diferente.

Novo Sistema de Pontuação da Fórmula 1Neste novo sistema, a pontuação continua sendo a utilizada desde 2003 - chamada de 10-8-6-5-4-3-2-1. As posições no Mundial de Pilotos seguem sendo decididas pelos pontos, com exceção do primeiro lugar. Porém a disputa de Construtores será mantida no modelo tradicional, sem a prevalência do número de vitórias.

A primeira proposta recente de contemplar o piloto mais vitorioso com o título foi de Bernie Ecclestone, no fim de 2008. O Bernie Ecclestone, que detém os direitos comerciais da Fórmula 1, sugeriu que a Fórmula 1 adotasse um quadro de medalhas, com as vitórias - ou medalhas de ouro - definindo o campeão. Em 2009, os pilotos não receberão medalhas, mas a essência da ideia de Ecclestone foi mantida: quem vencer mais vezes levará o título.

Analisando o novo sistema de pontuação da Fórmula 1, Felipe Massa seria campeão da temporada de 2008, mesmo tendo ficado um ponto atrás de Lewis Hamilton na classificação final (o que seria ótimo para os brasileiros). O Felipe Massa fechou o ano com seis vitórias, contra cinco de Lewis Hamilton. Também de acordo com o novo sistema de pontuação da Fórmula 1, o tricampeão Nelson Piquet ficaria sem títulos, e Ayrton Senna teria quatro conquistas.

Outra é que Stirling Moss (1958), Didier Pironi (1982) que nunca haviam sido campeões ganhariam o título. Ainda de acordo com o novo sistema, Alain Prost teria vencido mais dois títulos (1983 e 1984). Em compensação, ele também perderia outros dois campeonatos (1986 e 1989), mantendo assim o posto de tetracampeão. Nigel Mansell, no entanto, teria acrescentado dois títulos ao seu currículo (1986 e 1987). Niki Lauda, por sua vez, perderia dois de seus três títulos (1977 e 1984).

Bagunças à parte, emoções adiante, seguimos em frete rumo à emoção.

Receba atualização do Metal Ômega por e-mail assinando o Feed ou pelo endereço:
Feed do Metal Ômega

Não se esqueça de confirmar o endereço do seu e-mail (lembre-se de remover o filtro anti-spam)

Se gostou do artigo comente, se identifique, e deixe teu site/blog caso tenha.
Só faça comentário se tiver ligado com o assunto. Obrigado :-)

COMUNIDADE NO ORKUT:
Comunidade do Metal Ômega

2 comentários:

Luiz Antonio André disse...

Eu não gostei da mudança, pois se um piloto conseguir 4 vitórias, poderá ser o campeão sem pontuar em nenhuma outra corrida. E onde fica a regularidade ?
Abraços

Metal Ômega disse...

@ Luiz Antônio
Concordo, olhando por esse ponto, que se no anterior, como foi com o Massa, ele teve que lutar até o último ponto.

Postar um comentário


Receba atualização do Metal Ômega por e-mail assinando o Feed ou pelo endereço:
http://feeds2.feedburner.com/Metalomega
Se gostou do artigo comente, se identifique, e deixe teu site/blog caso tenha.
Só faça comentário se tiver ligado com o assunto. Obrigado :-)

COMUNIDADE NO ORKUT:
http://www.orkut.com.br/Main#CommTopics.aspx?cmm=73727597

Formulário de Contato

Contato

Seu Nome :
E-mail :
Assunto :
Mensagem :
Image (case-sensitive):