domingo, 19 de abril de 2009

GP Sepang Malásia 2009 Fórmula 1

Feed do Metal Ômega
Assine o nosso Feed ou receba os artigos por email
categories : ,
technorati: , | 0 comentários »

GP Sepang Malásia 2009


GP Sepang Malásia 2009 Fórmula 1No GP em Sepang – Malásia 2009 a corrida começou com pista seca, mas nuvens ameaçadoras já cercavam o circuito de Sepang. Na largada, Nico Rosberg pulou de quarto para primeiro enquanto Jenson Button, Jarno Trulli e o surpreendente Fernando Alonso dividiam a primeira curva.

Ainda na primeira volta em Sepang, Jenson Button repassou Fernando Alonso rapidamente. O Alonso tinha um carro muito pesado por causa da gasolina e estava segurando o ritmo dos pilotos que estavam atrás dele. Rubens Barrichello, pulou para quinto na largada mas ficou preso atrás do Fernando Alonso durante um bom tempo.

Na frente, Rosberg e Trulli estavam mais leves que a dupla da Brawn. Button e Barrichello eram estavam na terceira e na quarta posição respectivamente, e aproveitaram as voltas com pouco combustível para ganhar tempo em relação aos primeiros. Após a primeira rodada de pit stops, o Jenson Button assumiu a liderança e o Rubens Barrichello colou no Jarno Trulli da Toyota.

GP Sepang Malásia 2009 Fórmula 1Na volta número 18, o céu já estava bem escuro e, a Ferrari decidiu colocar pneus de chuva no carro de Kimi Raikkönen, mesmo com poucas gotas no circuito. A mudança no entanto foi prematura e o Kimi Raikkönen perdeu mais de 20 segundos por volta.

Depois de algumas voltas, a chuva caiu com mais força e todos os pilotos tiveram de entrar nos boxes. Apenas Timo Glock optou pelos pneus intermediários, a aposta mais correta naquele momento. O Timo Glock começou a escalar o pelotão e chegava a ser quase dez segundos mais rápido por volta que os líderes.

O Timo Glock assumiu a liderança quando Jenson Button parou no pit stop para colocar os pneus intermediários. No entanto, o Jenson Button recuperou a posição com facilidade, na volta em que retornou dos boxes.

Quando todos decidiram trocar novamente os pneus, abandonando os de chuva, a tempestade caiu de vez em Sepang. A corrida em Sepang teve mais uma rodada de pit stops, com todos os pilotos voltando para os pneus de chuva forte. Mas como a chuva já era bem intensa, tornou a pista indirigível em Sepang. O safety car entra na pista na volta 31, e a direção de prova interrompeu a corrida na passagem seguinte, com a bandeira vermelha.

Todos os carros ficaram parados na reta dos boxes, enquanto aguardavam uma decisão da direção. Após quase uma hora de paralisação, a corrida foi encerrada pelos comissários, principalmente pela falta de luz natural, porque a chuva já tinha diminuído sua intensidade.

Após 18 anos uma tempestade encerra uma corrida de Fórmula 1 antes da distância regulamentar. Desde o GP da Austrália de 1991, quando Ayrton Senna venceu, isso não acontecia. Dessa vez foi a vez de Jenson Button ganhar a metade dos pontos do GP Sepang da Malásia, já que o fim da prova foi decretado antes de completar 75% do total de quilometragem, após 31 de 56 voltas.

Com isso, o Jenson Button da Brawn GP assegurou a segunda vitória consecutiva na temporada, mas só levou cinco pontos para casa. Nick Heidfeld, da BMW Sauber, acertou na tática e com apenas um pit stop, terminou na segunda posição. Timo Glock, da Toyota, fez boas apostas nas trocas de pneus, primeiro para o pneu intermediário e depois com o pneu de chuva, completou o pódio em Sepang – Malásia.

Jarno Trulli, da Toyota, ganhou a quarta posição na última troca de pneus ao superar Rubens Barrichello, da Brawn GP. O Barrichello fez uma boa corrida, mas foi outro dos prejudicados pela tempestade que desabou em Sepang - Malásia. Mark Webber, da RBR, terminou na sexta posição em Sepang.

Lewis Hamilton, da McLaren, foi o sétimo e marcou seu primeiro ponto no campeonato. Nico Rosberg, da Williams, que liderava a corrida antes do primeiro pit stop, caiu bastante após a loteria dos pit stops, e levou para casa apenas meio ponto.

Felipe Massa, da Ferrari, que tentou fazer trocas nos momentos certos, não conseguiu entrar na zona de pontuação por causa do caos na hora dos pit stops. Nelsinho Piquet, da Renault, foi o 13, duas posição atrás de Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, que correu atrapalhado por uma infecção no ouvido.


Classificação do Mundial de Fórmula 1 2009


GP Sepang Malásia 2009 Fórmula 1 - Classificação

Receba atualização do Metal Ômega por e-mail assinando o Feed ou pelo endereço:
Feed do Metal Ômega

Não se esqueça de confirmar o endereço do seu e-mail (lembre-se de remover o filtro anti-spam)

Se gostou do artigo comente, se identifique, e deixe teu site/blog caso tenha.
Só faça comentário se tiver ligado com o assunto. Obrigado :-)

COMUNIDADE NO ORKUT:
Comunidade do Metal Ômega

0 comentários:

Postar um comentário


Receba atualização do Metal Ômega por e-mail assinando o Feed ou pelo endereço:
http://feeds2.feedburner.com/Metalomega
Se gostou do artigo comente, se identifique, e deixe teu site/blog caso tenha.
Só faça comentário se tiver ligado com o assunto. Obrigado :-)

COMUNIDADE NO ORKUT:
http://www.orkut.com.br/Main#CommTopics.aspx?cmm=73727597

Formulário de Contato

Contato

Seu Nome :
E-mail :
Assunto :
Mensagem :
Image (case-sensitive):